Geração Janes e Jambres



II Timóteo 3:8 “E, do modo por que Janes e Jambres resistiram a Moisés, também estes resistem à verdade. São homens de todo corrompidos na mente, réprobos quanto à fé”. Na tradição judaica, Janes e Jambres são os nomes dados aos dois mágicos egípcios que se opuseram a Moisés diante de Faraó.


Êxodo 7:11 e 12 E Faraó também chamou os sábios e encantadores; e os magos do Egito fizeram também o mesmo com os seus encantamentos. Porque cada um lançou sua vara, e tornaram-se serpentes; mas a vara de Arão tragou as varas deles.


Quando Paulo escreve sua segunda carta a Timóteo, ele relata sobre a geração dos últimos dias... Para minha surpresa, percebi que Paulo falava sobre nossa geração. Preste atenção neste relato:

Em junho deste ano, um pastor ao ler a revista Galileu, encontrou o seguinte artigo:

Palmadas terapêuticas. Métodos utilizados por médicos russos podem curar desde depressão até alcoolismo, segundo seus defensores. O tratamento? Seções de surras nas nádegas do paciente com uma vara. O Dr. Sergei Speransky, que recentemente divulgou um artigo científico sobre o assunto, diz que o espancamento libera endorfina, trazendo bem-estar aos pacientes. ‘O tratamento Funciona. Não sou sádico, pelo menos não no sentido clássico, mas eu defendo umas boas palmadas ’, diz Speransky...”


Que interessante! Há quanto tempo Deus nos tem orientado pela sua palavra e ela que nos diz:


Provérbios 13:24 “O que retém a vara aborrece a seu filho, mas o que o ama, cedo o disciplina.”. O sábio Salomão escreveu provérbios por volta do século VI a.C. e só agora descobriram que vara funciona!


O Dr. Benjamin Spock disse que não deveríamos bater em nossos filhos quando eles se comportassem mal, porque suas personalidades ficariam distorcidas e poderíamos prejudicar sua auto-estima (obs. o filho do Dr. Spock cometeu suicídio).

Tenho visto ao longo do meu ministério crente deprimidos, sem limites, desobedientes, egoístas, avarentos, arrogantes, ingratos, irreverentes, caluniadores, sem domínio de si, cruel, enfim, que resiste à verdade. Uma geração que aprende sempre e jamais chega ao conhecimento da verdade. Vejo também, que os pais destes jovens seguiram os ensinamentos de Spock e não do sábio Salomão.


Paulo em II Timóteo 3:1 ao 9 fala de nossa geração!


II Timóteo 3:1 ao 9 SABE, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons,Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus,Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te. Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências; Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade. E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé. Não irão, porém, avante; porque a todos será manifesto o seu desvario, como também o foi o daqueles.


Antes que você fique deprimido, vou te mostrar algumas verdades de Deus para atuar neste cenário de Satanás! Assim como a Serpente de Moisés devorou as serpentes de Janes e Jambres, assim como a geração de João Batista também devorou a geração de Janes e Jambres, a nossa geração não pode deixar as coisas correr solta como estamos vendo diante de nossos olhos. Esta geração maldita esta mais viva do que nunca, a cada dia os bandidos de nossa época estão sendo usados com menos idade possível e por quê?


Satanás tem pressa o tempo dele esta se acabando.


O que significou a geração João Batista?


Timóteo 5:8 Ora, se alguém não tem cuidado dos seus e especialmente dos da própria casa, tem negado a fé e é pior do que o descrente


Foi uma geração que preparou o caminho para o Senhor Jesus, enfrentando tudo e todos, uma geração que procurou endireitar as suas veredas até a chegada de Jesus em carne. Marcos 1:3 Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, Endireitai as suas veredas. Assim como João Batista, a nossa geração deve atrai a presença de Jesus, precedendo a sua volta. Em nossa boca há somente um discurso: Arrependimento, confissão e santidade.Arrependimento. Significa sentir dor pelo pecado cometido, não fazer de novo, porem vivemos dias em que as pessoas ou seja os cristãos estão vivendo a era do remorso do faz de conta que se arrependeu.Confissão É o ato de confessar pecados, derrotas ou vitórias a bem da verdade o povo ultimamente não tem confessado vitórias porque confessa muito pouco seus pecados. Santidade. Para muitos santidade que deveria ser o seu padrão de vida virou artigo de luxo, muitos de nossa igreja se tornaram Janes e Jambres contrariando a maneira como Deus quer que sigamos a sua santidade, procurando fazer as coisas acontecer do seu jeito.


A geração de João Batista foi bem diferente de Janes e Jambres


Esta geração tem vestes e alimentação diferenciada, vestes de louvor, adoração e pureza e seu alimento é a verdade. João Batista, por vestir pêlos de camelo e alimentando-se de gafanhotos, estava seguindo o estilo de vida de um profeta anterior, Elias, que segundo o profeta Malaquias apareceria antes da vinda do Messias.


Malaquias 4:5 e 6. Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do SENHOR;E ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição.


Como Elias, João dedicou à vida a chamar as pessoas de volta para Deus. Como João Batista, devemos dedicar a nossa vida a chamar as pessoas ao arrependimento. Podemos até ser decapitados, mas não podemos parar de pregar a verdade à geração de Janes e Jambres. Iremos sim, endireitar as veredas, preparar o caminho do Senhor. Ate porque o dia do senhor esta muito perto! Deus nos chamou para fazermos à diferença, ou seja, sermos diferentes como João Batista, no meio de uma sociedade que resiste a verdade. A oposição de Janes e Jambres consistia simplesmente em imitar, até onde lhes foi possível, tudo aquilo que ele fazia. Se Moisés fazia milagres para tirar o povo do Egito, eles podiam fazer milagres para os obrigarem a ficar no país. Onde estava, pois, a diferença? De tudo isto aprendemos que a verdade solene resistia a diabólica artimanha de Janes e jambres, embora imitassem muito bem o verdadeiro milagre como diz as escrituras:


II Timóteo 3:5 têm apenas a "aparência de piedade" e "negam a eficácia dela"


As pessoas nestas condições podem fazer as mesmas coisas, adaptar os mesmos costumes e o mesmo ritual, empregar a mesma linguagem e professar as mesmas opiniões dos outros. Se o cristão verdadeiro, constrangido pelo amor de Cristo, dá de comer aos que têm fome, dá vestuário aos nus, visita os enfermos, espalha literaturas, contribui para a divulgação do evangelho, faz oração, canta hinos espirituais, prega o evangelho, o formalismo pode fazer todas estas coisas; e mesmo assim podemos notar que estes se opõe a verdade absoluta de Jesus Cristo isto é há uma resistência oposta à verdade não podemos fazer vistas grossas "nos últimos tempos" o espírito de Janes e Jambres será mais forte do que podemos imaginar.


O quanto antes compreendermos esta verdade será melhor para nossa família e igreja!


Quão importante é recordar que, assim como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também esses "amantes de si mesmos, do mundo e dos prazeres resistem à verdade! Não querem viver sem "aparência de piedade", mas, enquanto adaptam a forma, porque é hábito, detestam "a eficácia" dela, porque essa significa a renúncia própria. "A eficácia da piedade" implica ao reconhecimento dos direitos de Deus, o estabelecimento do Seu reino no coração das pessoas e por conseqüência a manifestação na vida e no caráter; porém o formalista nada sabe disto. “A eficácia” da piedade nunca poderá estar de acordo com nenhum destes caracteres horrendos descritos na passagem acima reproduzida; porém "a aparência", encobrindo-os, permite-Ihes viverem sem terem de se submeter a Cristo, e isto agrada ao formalista. Ele não gosta de dominar as suas tentações, de interromper os seus prazeres, de refrear as suas paixões, de pôr em regra os seus afetos, de que o seu coração seja purificado. Somente precisa de bastante religião para poder tirar o melhor partido da vida presente e do mundo futuro. Desconhece o que significa abandonar o mundo que passa, por ter achado "o mundo vindouro".

As diversas formas de oposição de Satanás à verdade de Deus!


Vemos que o seu método tem sido sempre, em primeiro lugar, opor a violência; e, depois, se este método falha ele procura corrompê-la por meio de imitação. Por isso, procurou em primeiro lugar matar Moisés (capítulo 2:15), e tendo falhado em realizar o seu propósito, procurou imitar as suas obras. O mesmo aconteceu com a verdade confiada à Igreja de Deus. Os primeiros esforços de Satanás manifestaram-se em ligação com a ira dos principais sacerdotes e anciãos do povo por meio do tribunal, o cárcere e a espada falhou. O inimigo, em vez de continuar com a espada da perseguição na mão, resolveu imitar a Deus para poder ganhar a batalha com mais eficácia , professando e imitando aquilo que em outro tempo combateu e perseguiu; e por este meio consegue vantagens assombrosas no tempo presente. As formas horríveis que o pecado moral tem revestido, e que de século para século têm manchado as páginas da história da igreja de certa forma, a pedófila, sexualismo, lesbianismo, homens com cede de poder procurando corromper em nossos dias não apenas casas, mais a nação inteira. Esta tem sido algumas das obras-primas de Satanás usando a geração de Janes e Jambres.


Tudo parece muito normal aos olhos daqueles que não conhece a eficácia de Satanás!


É natural que o homem, como ser caído e corrompido, seja egoísta, cobiçoso, vaidoso, altivo; mas continuar vivendo da aparência de piedade denota a energia especial de Satanás na sua resistência à verdade "nos últimos dias". É natural que o homem manifeste abertamente vícios repugnantes a concupiscência e paixões, que são resultados do seu afastamento da origem de santidade infinita e pureza, porque o homem será sempre o que ele é até o fim da sua história. Por outro lado, quando se vê pessoas que conhecem a palavra de Deus na sua essência e vivem associando Jesus Cristo com a perversidade e a maldade implacável do homem; quando se vêem os princípios santos ligados com práticas ímpias; quando se vêem todos a corrupção dos gentios, mencionados no primeiro capítulo da epístola aos Romanos, ligados com a "aparência de piedade", então, de verdade, pode dizer-se, eis aqui o caráter horrível dos "últimos dias", a resistência de"janes e jambres".

Os magos do Egito só puderam imitar os servos do Deus vivo em três coisas a saber:

Tornaram as suas varas em serpentes (capítulo 7:12);transformaram a água em sangue (capítulo 7:22), e fizeram subir as rãs sobre a terra (capítulo 8:7); porém, quanto ao quarto sinal, que implicava a exibição da vida, em ligação com a manifestação da humilhação da natureza, viram-se inteiramente confundidos e tiveram de reconhecer "isto é o dedo de Deus" (capítulos 8:16 a 19). Assim sucede também com os que resistem nos últimos dias. Tudo quanto fazem é segundo a força e direto de Satanás e dentro dos seus limites. Além disso, o seu fim específico é resistirem à verdade. As três coisas que Janes e Jambres puderam executar foram caracterizadas por poder satânico, morte e impureza; quer dizer, as serpentes, o sangue e as rãs. Foi assim que "resistiram a Moisés" e, "assim também estes resistem à verdade", e impedem a sua ação moral sobre a consciência. Nada há que tanto contribua para enfraquecer o poder da verdade como ver pessoas que não se encontram sob a sua influência fazerem as mesmas coisas que aqueles que estão debaixo dela fazem. Ou seja, Pregarem aquilo que não vivem, é dizer que Deus transforma quando as mesmas não são transformadas, pregar uma meia verdade é propagar uma meia mentira!




Assim opera Satanás no momento atual. Ele procura fazer com que todos os homens sejam considerados como cristãos; quer fazer-nos crer que estamos rodeados de "um mundo cristão", porém esse pretenso mundo cristão não passa de uma cristandade professa, a qual, longe de dar testemunho da verdade é aqui destinada, segundo os propósitos do inimigo da verdade, para se opor à influência purificadora da verdade. Uma meia verdade nunca terá o poder da verdade completa; um evangelho pregado pela metade nuca terá a eficácia completa, será sempre um evangelho capenga e sem poder de transformação.


Estamos rodeados de nuvens de testemunhas tanto para o bem quanto para o mal!


O servo de Cristo, que é testemunha da verdade, está rodeado, de todos os lados, pelo espírito de "Janes e Jambres"; e é conveniente que recorde este fato, que conheça inteiramente o mal com que tem que lutar e não esqueça que se trata da imitação que o diabo faz da realidade de Deus, produzida, não pela vara de um mago declaradamente mau, mas, sim mediante os atos de falsos religiosos, que têm "aparência de piedade", mas negam a eficácia dela"; pessoas que fazem coisas aparentemente boas e justas, mas que não têm a vida de Cristo em suas almas, nem o amor de Deus em seus corações, nem tampouco o poder da Palavra de Deus em suas consciências. "Não irão porém avante", acrescenta o apóstolo, "porque a todos será manifesto o seu desvario, como também o foi aqueles". Com efeito a insensatez de Janes e Jambres foi manifesta a todos, quando não somente se viram impotentes para continuar a imitar os atos de Moisés e Arão, como foram envolvidos nos juízos de Deus. Isto é um ponto muito importante. A insensatez de todos aqueles que não possuem mais do que a aparência será manifestada. Não somente serão incapazes de imitar os efeitos plenos e próprios da vida e poder divinos, como eles mesmos virão a ser os objetos dos juízos que resultaram da rejeição da verdade que eles próprios rejeitaram.


Alguém dirá: como podemos saber quem é quem nesta historia?


A palavra de Deus nos revela que pelos frutos conheceríamos as arvores, certamente teremos em nossa volta pessoas que podem até imitar os frutos; mais os frutos só poderão dar outros frutos conforme a sua espécie. Os verdadeiros cristão são exemplos que influenciam com a verdade eterna e falam os corações solenes e penetrantes: Os efeitos da eficácia da piedade serão manifestados se nós permanecermos nas coisas que temos aprendido (II Timóteo 3:14). Só aqueles que são ensinados por Deus poderão permanecer firmes e dando frutos eternos. Aqueles que, pelo poder do Espírito de Deus, têm bebido da água da vida na fonte pura da inspiração divina. Aqui e ali, há muitos cujas consciências foram lavadas no sangue expiador do "Cordeiro de Deus", e cujos corações batem com verdadeiro afeto pela Pessoa do Senhor Jesus, e cujos espíritos são animados com "a bendita esperança" de serem feitos eternamente semelhantes à Sua imagem. Que o Senhor nos ajude e que a eficácia da piedade se espalhe mais e mais nestes últimos dias, para que se levante um exercito de testemunhas ao nome daquele que é digno de ser exaltado!


Você aceita o desafio? Creia, você fará toda a diferença neste século.


Estudos em Destaque
Estudos Recentes
Arquivo

templodosmilagres.com.br |  Whats: (41) 3679-6534

 

Av. Alderico Bandeira de Lima, 1767
Campina Grande do Sul - Jd Paulista

quadrangulartemplodosmilagres@gmail.com

  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Twitter Icon

site desenvolvido por Matheus Pereira