A autoridade dos pais e a sua influência espiritual



A autoridade dos pais e a sua influência espiritual !


O que de fato esta acontecendo?

O que vem acontecendo de fato é 90% culpa dos pais, pois que quando a criança nasce ela ainda não conhece o mundo e nem como as relações humanas se estabelecem nele, portanto os responsáveis por ensina-la sobre a vida são os pais. Durante a primeira infância (ate três anos aproximadamente) os seus professores sobre a vida serão os pais, com quem a criança se relacionara com mais frequência. Serão eles, portanto que a ensinarão as primeiras lições sobre relacionamento, inclusive os de autoridade. Mais tarde, na escola a criança ira aprender sobre as relações sociais, com seus pares e com pessoas que não são de sua família. Rosana Augone, psicóloga, explica que "até aproximadamente os três anos educar e colocar limites significa rotina e disciplina dos pais no cotidiano. A criança está descobrindo o mundo e tudo para ela é fascinante, o que a torna obediente porque ela faz tudo com o prazer da descoberta, do novo e da imitação". Por isso, durante os anos iniciais os rituais diários são de extrema importância. Hora para dormir, hora para comer, hora para tomar banho! A rotina é estabelecida e deve ser permeada pelo desenvolvimento da paciência, ao se ensinar a criança a esperar. Com a rotina organizada a criança pequena se sente mais segura em relação ao imenso mundo que tem à sua volta.

Como a criança pode aprender sobre autoridade?

A criança não aprende sobre as coisas de forma teórica e sim pratica, portanto ensinar sobre autoridade e exerce-la no convívio do dia-a-dia. Vale ressaltar que autoridade e diferente de autoritarismo.

Veja como o dicionário Aurélio as define:

Autoridade: direito ou poder de se fazer obedecer, de dar ordens, de tomar decisões, de agir, etc. Autoritarismo: autoridade aplicada com frequência levando em conta a vontade de quem decide em detrimento a liberdade individual, despotismo.

Assim, a autoridade toma decisões, das ordens levando em conta as necessidades e características da situação e das pessoas envolvidas e o autoritarismo toma decisões baseadas em sua própria vontade, sem levar em conta a situação e o outro. Na verdade é a vontade dele ou dela que conta custe o que custar.

Portanto, pais que não ensinam os seus filhos a respeito de autoridade e debaixo de sua autoridade, sem perceber estão transformando seus filhos em autoritários. Quando tratamos da relação de pai e filho, precisamos entender que o termo autoridade dos pais sobre os filhos devem ser exercidos levando em conta os fatores como a idade da criança, a necessidade do momento e as exigências da situação e não apenas a vontade própria. Contudo, exercer autoridade não e tão fácil quando os pais acham tudo muito engraçadinho. Porem as consequências pode ser devastadoras e comprometer toda uma sociedade. Exemplos como Cazuza, Pablo Escobar, o assassino do parque e tantos outros. Homens que se tornaram autoritários e tudo graças à falta de autoridade dos pais, eles nunca diziam não para seus filhos

.

A responsabilidade dos pais diante de Deus e da sociedade é gigantesca!

Anjos ou demônios !


Exercer autoridade é estar no centro da vontade de Deus cumprindo não apenas o seu papel, e sim o grande proposito para o qual Deus nos ordenou. Quem educa e assume as repercussões das decisões terá sempre um grande desafio. Uma das repercussões possíveis e o fato do filho muitas vezes sentir raiva dos pais por terem tomado uma decisão que não o tenha agradado. Temos visto isso todos os dias, pais que querem exercer autoridade sobre os filhos, mas não querem se indispor com eles, então atribuem à responsabilidade da decisão a outra pessoa ou uma situação. Exemplo: A criança pode sentir raiva dos pais porque deseja ficar mais tempo no parque de diversões, poremos pais precisam ir embora. Como os pais não querem se indispor com a criança é muito comum dizerem: Temos que ir embora meu filho pois o parque vai fechar, ou ainda a moca dos brinquedos ficou doente, ou porque o brinquedo quebrou. Tem pais que chegam ao absurdo em dizer: A policia vai nos prender se ficarmos aqui no parque! Os pais não sabe impor a sua autoridade, e já se acostumaram mentir, barganhar ou chantagear a criança para que lhe obedeçam. Tem pais que dizem: Se você for agora com o papai ou a mamãe ira ganhar o sorvete que tanto gosta. Gente estes pais não entende nada de autoridade.


O que fazer e dizer nesta hora?

Simplesmente diga a verdade, é superimportante que os pais assumam suas decisões perante os filhos: "Nos vamos embora deste parque porque achamos que você já brincou o bastante e estamos cansados." Tome muito cuidado em saber se a sua decisão ou decisões tomadas estão sendo de autoridade ou autoritarismo. Lembre-se o autoritário tomaria a decisão baseado apenas em seu cansaço sem levar em conta o tempo que a criança se divertiu e a autoridade ponderaria se o tempo que a criança brincou foi suficiente e também seu cansaço. Há um equilíbrio e dentro da justiça a autoridade é respeitada!


Com esse tipo de atitude os pais estão demonstrando que eles (os filhos) não têm poder de decisão e que só o fazem porque alguém mandou que o fizessem, portanto a autoridade dos pais fica enfraquecida diante da criança. Assim também pode acontecer em outras esferas das relações de autoridade com a criança como nas relações do professor e o aluno, dos avos e netos, dos mais velhos e as crianças. Então, a pergunta que não quer calar é: Será que as crianças perderam o respeito ou será que os adultos perderam a autoridade?

Outros exemplos negativos que temos visto no nosso dia a dia!


Você tem que tomar remédio porque o medico mandou! Pare de “correr na igreja porque o pastor vai brigar” Você “precisa largar a mamadeira porque seus amigos vão rir de você”

"Seus amiguinhos também vão dormir cedo não é só você”

As frases deveriam ser aplicadas diferentemente ,principalmente de quem tem autoridade!

Salmos 32:8 Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos.

Você "precisa tomar o remédio porque esta doente e nos queremos que você fique bom logo e curado" Você "Precisa parar de correr na igreja porque aqui é a casa de Deus e não é lugar para isso e outra coisa: Você poderá se machucar e machucar alguém" Você “precisa largar a mamadeira porque já cresceu, esta na hora de aprender usar um copo e não tem mais razão de usar a mamadeira” "Não sei ate que horas seus amigos ficam acordados, mas sei que para mim e importante que você descanse e tenha boa saúde" "Portanto na nossa casa o horário estabelecido por mim para você dormir deve ser cumprido" Os pais não devem ficar se desculpando com os filhos e muitas vezes jogando elogios diretos ao filho para poder convencê-los, pois à medida que a criança vai crescendo, ela vai se tornando uma pessoa do estilo cebóza, enjoada, metida, e achando que o mundo é igual a casa dele. E quando for para a sociedade, e acontecer o primeiro embate-crítico, a criança pode entrar em depressão e perder o equilíbrio emocional. Tudo isso ocorre pelo fato dos pais ficarem passando a mão na cabeça do filho.

É preciso repreender com autoridade, e saber castigá-los na medida certa e no tempo que for necessário. Se desde cedo os pais não estabelecerem limites para um filho, quando ele crescer irá para o convívio social pensando que o mundo é a casa dele. Vai achar que não precisa obedecer e respeitar ninguém, até chegar o dia em que ele vai se dar mal por causa de suas próprias atitudes.

Provérbios 1:8 Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensinamento de tua mãe, É preciso impor limites ao filho. Ensine a ele que o mundo não é a nossa casa, e as pessoas não são tolerantes, pacientes e compreensivas como os pais e familiares costumam ser. No mundo, dependendo de quem a pessoa desrespeitar, pode até ser morta. É preciso evitar o mal. Eduque seu filho. Use seu vínculo de autoridade com ele, para influenciá-lo positivamente e ajudá-lo a estruturar-se psicologicamente, emocionalmente, e moralmente.

A autoridade dos pais e sua influência na vida espiritual !

Hebreus 12:9 Além do que, tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e nós os reverenciamos; não nos sujeitaremos muito mais ao Pai dos espíritos, para vivermos?

Efésios 6:4 “Pais, não tratem os seus filhos de um jeito que faça com que eles fiquem irritados. Pelo contrário, vocês devem criá-los com a disciplina e os ensinamentos cristãos”. Pais sábios são aqueles que cientes de sua grande contribuição para saúde psicoemocional e o desenvolvimento de seus filhos, expressam-lhes amor, afetividade, carinho, amizade. Mais acima de tudo dão-lhes bons exemplos como pessoas tementes a Deus e obedientes aos princípios bíblicos. Os pais precisam entender que eles exercem autoridade espiritual sobre os filhos, e neste sentido eles também precisam estabelecer limites no mundo espiritual. A Bíblia ensina os pais a criarem seus filhos com temor e sabedoria. Portanto, não use de sua autoridade para violentar os direitos que seus filhos tem de se tornarem verdadeiros servos de Deus . Pais sábios são aqueles que estão interessados no sucesso de seus filhos em todas as áreas.

Lêem a Bíblia para eles, oram com eles e por eles. Intercedem diariamente pelo futuro deles, por suas escolhas profissionais, pelo futuro ministério deles, pedindo ao Senhor que os faça pessoas dedicadas à Sua obra. Levam os filhos à igreja, estão interessadas na vida cristã deles. Provérbios 22: 6 “Eduque a criança no caminho em que deve andar, e até o fim da vida não se desviará dele”.


Há pais que não tem nenhuma dificuldade em leva-los nas festinhas de aniversários, casamentos, na praia, no parque etc. Passam a semana inteira assistindo televisão e muitas vezes até altas horas da madrugada, mas para vir na igreja tem que comprar seus filhos. E sabe o que esses pais dizem: “Mulher, manda esse garoto (a) para a igreja”. Quando eles (os filhos) vem para a igreja ficam soltos do lado de fora da igreja ou numa salinha perturbando a vida de outras crianças.

E por quê? Porque não tem educação, domínio, não tem ninguém quem exerça autoridade sobre ele, ele não obedece ninguém não tem quem o lidere, quem o oriente. Afinal de contas nem os pais dão conta de seus filhos imagine os estranhos.


Os pais não estão conseguindo autoridade espiritual na vida de seus filhos! E só observar o jeito dos pais na criação de seus filhos e veremos os erros grotescos que estão cometendo! Na hora dos cultos e atividades da igreja onde os pais se encontram? Muitas vezes em casa dormindo ou fazendo outras coisas bem na hora dos cultos. Pais que na hora dos cultos arrumam pretexto para não ir à igreja e muitas vezes nem sabe o que esta acontecendo na igreja, não o mal que estão semeando na vida de seus filhos. Eu lhes pergunto: Que autoridade estes pais pensa que terão sobre a vida de seus filhos? Quando assumimos esse tipo de comportamento estamos declarando que as coisas de Deus não tem tanta importância assim e que quem governa a nossa vida somo-nos mesmos do jeito que quisermos. Isso é um mal que poderá ser hereditário. Que exemplo você tem dado a seus filhos? Naquilo ou com aquilo que você se importa certamente seus filhos se importaram também! Se os vossos filhos veem você orando, lendo a Bíblia ou interessado pelas coisas de Deus certamente seguiram o seu exemplo.

A negligência dos pais pode ser a ponte que conduzira seus filhos ao inferno! Tem pai que quer “jogar” seu filho na igreja, nas mãos do pastor, dos diáconos, como se a igreja fosse os responsáveis pelo crescimento e o sucesso espiritual do seu filho. O caminho ou a ponte que conduz nossos filhos ao céu a principio chama-se lar inicia-se na própria casa. Nossas casas são pequenas igrejas. É nelas que nós transferimos nossa herança espiritual para nossos filhos. É dentro de casa que ensinamos a eles a respeito de um Deus salvador e pessoal, e que a casa é uma extenção da igreja e a igreja uma extenção da casa! Precisamos exercer a autoridade espiritual dentro de casa e desta forma nossos filhos iram amar, respeitar, adorar, obedecer sempre servindo a Deus com alegria. Se perdermos esta chance debaixo do nosso teto não nos restara muitas saídas.

Pois todos os pais sábios são aqueles que tem a autoridade de Deus, em dizer: Meus filhos está na hora de desligar a televisão, vamos orar, vamos para igreja e eles tomarem estas atitudes prontamente sem retrucar! E mesmo que reclamem das atitudes tomadas obedecem por que tem juízo. Que impõem a seus filhos quando eles ainda são pequenos são os pais. Quando seu filho(a) ainda bebê, bate no seu rosto, e você não faz nada, não repreende, não o adverte severamente esta perdendo a sua autoridade gradativamente, e isso vai lhe custar caro com o passar do tempo. Dê um tapinha de leve isso pode ser uma benção no futuro . Ele vai fazer um “beicinho”, mas vai entender o recado. Sabe por quê? Você esta exercendo autoridade dês de que você tenha ensinado a respeito daquele ato! Se não, será autoritarismo!


Este é o critério de Deus para nos os seus filhos!


Hebreus 12:6 Porque o Senhor corrige o que ama, E açoita a qualquer que recebe por filho.


Provérbios 22: 6 “Eduque a criança no caminho em que deve andar e até o fim da vida não se desviará dele”.


Provérbios 23:13 e 14 Não retires a disciplina da criança; pois se a fustigares com a vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigarás com a vara, e livrarás a sua alma do inferno.


Provérbios 29:17 Castiga o teu filho, e te dará descanso; e dará delícias à tua alma.

A falta de autoridade espiritual começa bem cedo! Quando os pais chegam ao pastor ou lideres da igreja dizendo: Pastor eu não aguento mais o meu filho, não sei, mas o que fazer, eu já fiz de tudo. Na verdade é que não fez foi nada para ajudar seu filho (a) na sua vida espiritual. Quando se perde a autoridade espiritual perde-se o respeito. Na verdade quando o filho tinha 3,5, ou 7 anos, eles não os ensinavam a respeitá-los e ficavam passando a mão na cabeça da criança. A falta de respeito começou quando o filho era ainda uma criança, é evidente que com 15 anos ele não vai respeitar e reconhecer a autoridade dos pais.


Colossenses 3:20 Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto é agradável ao Senhor.

Pais que não consegue impor a sua autoridade espiritual nos filhos negam os próprios pais e comprometem toda a sua geração! Tem que impor sim limites para tudo na vida dos filhos, eu disse para tudo.


Provérbios 22:28 Não removas os antigos limites que teus pais fizeram.


Você se lembra de como os seus pais lhe criaram? Você é o que é hoje por causa da maneira como seu pai lhe educou, eu graças a Deus respeito os meus pais ate os dias de hoje e sempre ei de respeita-los, procurei de a mesma forma educar meus filhos, é claro que um pouco diferente, mas não me lembro de remover os limites antigos. Imagine uma família onde os filhos ditam as regras, comem o que eles desejam e ai dos pais se não fizerem a sua vontade! Exemplo a criança chega num restaurante e escolhe o lugar que deseja, o cardápio tem que ser a sua escolha e pior os pais tem que se sujeitar ao seu cardápio. Tem pais que ainda acham isso uma graça e ate divulgam a atitude de seus filhos como esperteza ou inteligência. Eles nem sabem que satanás esta adotando seus filhos passo a passo. Hoje existe um consenso quase geral em relação ao enfraquecimento da autoridade dos pais. Alguns defendem que foram as crianças que perderam o respeito e outros dizem: Não, foram os pais que perderam a autoridade.


Isaías 54:13 E todos os teus filhos serão ensinados do Senhor; e a paz de teus filhos será abundante.


A família de que exerce a autoridade espiritual é uma família de excelência

Salmos 68:6 “Deus faz que o solitário viva em família; liberta os presos e os faz prosperar; mas os rebeldes habitam em terra árida.”

A visão de Restauração de família. Cremos que cada família viverá a excelência. O marido, a esposa, os filhos e, assim, toda a família estará resgatada, debaixo de bênção, saúde, paz, finanças equilibradas e vida espiritual sempre crescente. A mentalidade secular para este novo século é a de que não podemos ser apenas mais um, temos de ser o melhor. Estamos vivendo um tempo em que não podemos mais ser de qualquer jeito se quisermos ter conquistas. Você será ressuscitado para uma vida de excelência e de nobreza para viver debaixo do melhor de Deus. É tempo de resgate!

Estudaremos três tópicos de uma família onde a autoridade fe exercitada!

Testemunho dentro de casa!

Não precisa ser crente para ser um bom pai, um bom marido, uma boa esposa etc. Cada indivíduo deveria ter um bom testemunho, se não pela responsabilidade espiritual, mas, pelo menos, pela moral e social. Mas, nós, como filhos de Deus, temos a obrigação de ter um bom testemunho, pois o reino de Deus está dentro de nós.

Romanos 14:17 Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.

Muitas vezes pensamos que tudo que uma família de excelência precisa é de suprimentos materiais, boa comida, boas roupas, bons estudos etc. Tudo isso é importante e necessário. Porem ter uma família nos padrões de excelência vai além, os integrantes da família tem cuidado dos seus.

I Timóteo 5:8 Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.

Foi pensando neste cuidado é que resolvemos abordar este assunto tão importante e necessário, principalmente neste momento em que vivemos. Satanás através de seu filhos tem procurado denegrir de todas as formas a base da sociedade que são as famílias, cabe a cada um de nós ficarmos atentos e procurarmos através da palavra de Deus, qual seja o padrão de família determinada por Ele e que tipo de autoridade estamos exercendo em família.

2. Experiência

Todos nós crescemos pela experiência. Ninguém alcança êxito sem ter passado por experiências boas ou ruins. A experiência nos valoriza, molda-nos e nos forjando de certa forma. É em meio às experiências que mostramos quem somos. Isto é, se tirarmos boas lições e aprendermos de maneira positiva que gere fruto em nossas vidas e na vida de outros. Experiência por experiência não basta. Se as minhas experiências não estão trazendo resultados positivos para mim e minha família e no mundo espiritual não esta gerando autoridade então estou perdendo o meu tempo. Com o passar do tempo a minha experiência com Deus me levara a uma autoridade mais apurada como veremos a seguir! Como pode os pais em quanto seus filhos são pequenos os filhos tem o maior respeito, quando crescem o respeito desaparece. Na verdade é que estes pais nem sabiam a diferença entre autoridade espiritual e autoritarismo espiritual. Eles obrigavam seus filhos a vir na igreja sem ser igreja, quando na realidade eles precisavam tê-los ensinados que eles eram a igreja!

3. Maturidade espiritual!

A maturidade nos leva a níveis maiores de conquista de autoridade e nos faz muito mais responsáveis. No âmbito familiar um casal novo muitas vezes não tem a experiência de um casal de 10 anos. Mas, o testemunho deve ser irrepreensível para qualquer um. O nosso testemunho somado à experiência e maturidade vão fazer a história de excelência de nossas famílias. O testemunho envolve o caráter e fala de respostas familiares.

Cada membro da família presta contas do seu testemunho para Deus, para o próximo e para a sociedade. Porém, o que faz com que muitas famílias estejam destroçadas, não é a falta de experiência e sim a falta de testemunho mediante a autoridade que cada um precisa exercer. O que vemos na verdade é a presença do “tristemunho” dentro de casa que por sua vez trará a falta de autoridade e no lugar o autoritarismo. A falta de autoridade na família é sem duvidas um precedente ao autoritarismo que por sua vez gera o mau caráter. A falta de experiência é suportável, as meninices são suportáveis, mas o mau caratismo, não; a falta do testemunho desestrutura qualquer família e leva estas famílias a falta de autoridade Para dar um bom testemunho familiar e conquistar autoridade espiritual, são necessários três coisas superimportantes:

1. Ser provedor para o corpo, Alma e espirito!

Tanto os integrantes da família possuem carências afetivas e elas precisam ser supridas logo após o casamento. Começa pelos cônjuges um precisa ser o provedor do outro em todos os sentidos, satisfazer um ao outro fisicamente mutualmente, a bem de suas próprias orações (I Pedro 3:7). Mas não apenas isso, o conjugue precisa de amor, carinho e compreensão, com isso eles estão desenvolvendo uma autoridade física, demarcando através destas experiências qual é o seu limite de autoridade, há ponto de suprir as necessidades físicas um do outro. Pois o homem tem autoridade de realizar a sua esposa e ela também.

2. Ser provedor da Alma (Cobertura emocional)!

Nós somos seres emotivos e precisamos de proteção e cobertura. Todos nós já choramos um dia, já estivemos com um aperto no coração, precisando de alguém para desabafar. E o melhor amigo depois de Jesus, deve ser o seu cônjuge e seus filhos. A sociedade lançou o descrédito coletivo na família tentando nos fazer crer que o melhor amigo do homem é o cachorro. Isso não é verdade! O melhor amigo do homem é Jesus e a sua própria família. A excelência nas emoções precisa ser observada. Deus quer transformar a nossa casa num lar. De que forma um lar tem harmonia e estrutura emocional? Cada um cumprindo a sua função e seu papel. Marido foi feito para proteger a esposa e esposa para proteger marido e ambos a sua família que por sua vez protegera a família de Deus a igreja. As mulheres devem tomar cuidado e observar com quem conversam sobre o seu casamento. Muitas vezes o conselho da vizinha, da colega de trabalho são apenas falácias, fruto de um casamento frustrado e derrotado. E o pior é que, quando uma mentira é muito repetida, ela se torna, para a pessoa, uma “verdade”. Você tem protegido emocionalmente seu cônjuge diante dos filhos, dos amigos, dos vizinhos?

O cuidado que devemos ter na frente dos outros!

Vemos muitas vezes pessoas ironizam seu cônjuge na frente dos outros, que menosprezam, inferiorizam; vemos mulheres que jogam os filhos contra o marido, ou vice-versa. Isso prova a meninice na emoção e um coração desequilibrado. Dessa forma, os cônjuges ficam sem cobertura, vulneráveis, estressados. Restaure a autoridade do seu cônjuge diante dos filhos, para que ele possam lhes ter como referência de pais equilibrados. Muitos casamentos têm falido pela falta de estrutura emocional. Clame a Deus por excelência emocional a fim de que o seu casamento subsista com graça, sem competições. Satanás quer destruir casamentos levando insegurança emocional através da desconfiança, do ciúme exagerado, da fantasia maligna. Mas o Senhor nos diz hoje: Eu sou a tua segurança. Obs. Cuidado com certos tipos de brincadeira com o seu conjugue e filhos diante das pessoas. Eu conheço pessoas que gostam de aproveitar a situação para tirar uma casquinha do seu conjugue diante das pessoas. Lembre-se eles precisam ser protegidos por você.

3. Cobertura Espiritual

Deus tem-nos mostrado que somos sacerdotes. Sacerdote é aquele que da cobertura espiritual, cuida, cura, e pode dar ate libertação para a sua família. Somos responsáveis para ministrar na vida espiritual de nossos familiares. Podemos cura-los (fisicamente, emocionalmente e espiritualmente). A nossa palavra pode curar o nosso cônjuge, filho, pai, mãe, irmão. Podemos ministrar cura em o nome de Jesus e eles serão curados, no corpo alma e espirito. Cuidado com as palavras, ou seja, a sua linguagem, pois, a depender das palavras que você libera, seus familiares podem ficar curados ou enfermos. Como sacerdotes, vamos falar de acordo com a Palavra de Deus e assim liberar as excelências de Deus pela palavra, sabemos que a vida e a morte se manifesta pela palavra. Não só isso, o nosso sacerdócio vai trazer cura, libertação e restauração da família, mediante o que estaremos falando dentro de casa. O exercício sacerdotal cura o casamento e restitui tudo em nossa volta. A família pode tomar outro rumo quando assumimos nossa posição de sacerdote em Cristo Jesus. Sendo assim, se quisermos ter êxito e sucesso galopante em tudo o que fizermos, precisamos seguir os princípios básicos de Deus para a família. Deus criou a família; Ele sabe o caminho da harmonia familiar e este caminho começa pela Palavra. Uma família de excelência não surge do dia para a noite. Ela é resultado de uma vida de obediência a Deus, oração e principalmente leitura da Palavra. O sucesso para qualquer área de nossa vida demanda esforço, dedicação e disciplina. Conquistaremos a excelência obedecendo a palavra de Deus e caminhando pelas trilhas que Deus estabeleceu, pois quando andamos pelo caminho da bênção Ele mesmo segura a nossa mão.


Estudos em Destaque
Estudos Recentes
Arquivo

templodosmilagres.com.br |  Whats: (41) 3679-6534

 

Av. Alderico Bandeira de Lima, 1767
Campina Grande do Sul - Jd Paulista

quadrangulartemplodosmilagres@gmail.com

  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Twitter Icon

site desenvolvido por Matheus Pereira